A associação de raíz portuguesa que touxe para Macau há três anos a “Grow uP eSports”, levará ao Casino do Estoril um festival de jogos electrónicos que visa promover a representação feminina nos desportos electrónicos

 

Iniciado em Macau no ano passado, o festival de e-sport “Girl Gamer” terá a sua segunda edição no Casino do Estoril entre 20 e 22 de Julho, organizado pela “Grow uP eSports”. Em destaque vão estar as competições de “Counter-Strike: Global Offensive” e “League of Legends”. Oito equipas internacionais vão competir por um prémio de 20 mil euros nestes dois torneios.

Para além disso, o festival conta com um torneio de “Clash Royale” aberto ao público, bem como um ciclo de conferências da indústria com oradores internacionais que dará destaque ao potencial e aos desafios dos “eSports”, bem como oportunidades de investimento e casos de sucesso internacional.

“A ideia subjacente ao Girl Gamer nasceu por acreditarmos  que nos ‘eSports’ a competição deve ser universal e inclusiva.  Contudo, a representação feminina no segmento profissional  é  ainda muito reduzida”, disse Telmo Silva, fundador e CEO da “Grow uP eSports”, em comunicado.

Esta iniciativa de procurar a inclusão nas novas tendências do entretenimento teve a primeira edição em 2017. O evento foi transmitido a partir de Macau em Inglês e Mandarim em diversas plataformas de “streaming”, tendo registado 1,4 milhões de espectadores, referiu a organização.

A “Grow uP eSports” é uma associação sem fins lucrativos fundada em Portugal em 2002, que se expandiu para Macau em 2015, tendo participado em competições na Europa e na Ásia. O festival conta com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude e da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa.

 

S.F.