A Câmara do Comércio França-Macau volta, este ano, a apoiar a Associação Fok Sin na distribuição de bens de primeira necessidade a idosos mais carenciados. No jantar solidário agendado para 25 de Janeiro, o presidente da Câmara espera angariar entre 70.000 e 80.000 patacas, valor que deverá permitir apoiar 80 agregados familiares

 

Inês Almeida

 

Está agendado para dia 25 o jantar de gala solidário da Câmara do Comércio França-Macau (FMCC, na sigla inglesa) com o tema “Primeira Classe para o Taiti”. Os valores angariados no “lucky draw” reverterão, pelo segundo ano consecutivo, a favor da “Macau Fok Sin Association”.

“Esperamos conseguir angariar entre 70.000 e 80.000 patacas e isso vai para as mãos dos idosos, dos que mais precisam por, talvez, terem problemas familiares ou financeiros. Garantimos que os itens que vamos comprar vão para essas pessoas”, sublinhou o presidente da FMCC. Com o valor angariado, deverá ser possível ajudar cerca de 80 agregados familiares.

Rutger Verschuren assegurou que, para esse fim, tal como no ano passado, a entrega dos bens aos idosos será feita em mãos. “É uma experiência com impacto levar as coisas que comprámos e bater às portas. As pessoas abrem a porta, sentimo-nos bem-vindos, convidam-nos a entrar, a beber chá com eles e falam sobre a sua vida. Assim, ficamos a compreender que, embora Macau seja um território tão rico, para algumas pessoas as coisas não são um mar de rosas”, indicou.

Este contacto pessoal tem particular importância numa altura em que estará quase a chegar o Ano Novo Lunar. “[Os idosos] se calhar não têm a família com eles porque a família se aborreceu ou porque os parentes vivem longe e a nossa actividade dá-lhes algum calor humano”, frisou Rutger Verschuren. Cada cabaz distribuído contém objectos como óculos de leitura, casacos de algodão, cobertores, além de géneros alimentares como arroz, óleo de cozinha e ‘noodles’, além de cupões de supermercado.

“O projecto ‘Visit the Elderly’ tem como objectivo providenciar visitas e prendas a grupos menos privilegiados como os idosos, que têm pouca mobilidade, não têm família, bem como apoio emocional e financeiro, por vezes”, recordou Rutger Verschuren, explicando que cada visita tem a duração de cerca de 30 minutos.

A “Macau Fok Sin Association” é composta por residentes que voluntariam os seus serviços e organizam visitas a idosos mais carenciados durante as ocasiões festivas tradicionais chinesas. A associação já tinha sido apoiada pela MFCC no ano passado quando foram angariadas cerca de 80.000 patacas e entregues 160 cabazes a 80 agregados familiares.

Na conferência de imprensa de apresentação do jantar de gala esteve também Karen Wong, representante da associação, que voltou a referir que “Fok” e “Sin” significam “sorte” e bondade respectivamente, sendo clara a sua missão.