Um grupo com um máximo de 18 jovens terá a oportunidade de rumar a Portugal durante o Verão para aprender a língua de Camões e, ao mesmo tempo, conhecer da cultura e tradições. Trata-se da segunda iniciativa promovida pela Casa de Portugal em Macau em parceria com o CASPAE de Coimbra

 

A Casa de Portugal em Macau volta a promover o Curso de Verão – Aprender Português em colaboração com o Centro de Apoio Social dos Pais e Amigos da Escola (CASPAE) de Coimbra. Esta segunda edição realiza-se entre 30 de Junho e 23 de Julho.

A formação é limitada a 18 participantes entre os 10 e 12 anos que devem também ter “noções básicas de Português” ainda que seja dada preferência aos que nunca visitaram o país. “A selecção será ainda feita com base no género devido às limitações existentes na distribuição dos quartos”, explica a Casa de Portugal.

Este ano, a actividade da associação presidida por Amélia António conta com o apoio da Fundação Macau e da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), devendo as pré-inscrições ser feitas entre os dias 15 e 19 deste mês, seguindo-se uma entrevista entre 20 e 22 de Março.

O curso tem um custo de 10 mil patacas para sócios e 15 mil para não-sócios que inclui a viagem de ida e volta, alojamento, alimentação (seis refeições por dia), aulas de Português, actividades culturais, físicas e recreativas, acompanhamento permanente, viagens dentro do país e seguro, garante a Casa de Portugal. Do programa, para além das aulas de língua portuguesa, estão previstos passeios por Coimbra (visita à Universidade, Biblioteca Joanina e Sala dos Capelos, entre outros locais), por Aveiro com o intuito de conhecer a Oficina do Doce e passeio nos Moliceiros, pelo Porto, Figueira da Foz, Óbidos, Lisboa e ainda um fim-de-semana na região de Setúbal com visita ao Badoca Safari Parque.

Durante a estadia em Portugal, os participantes poderão contar com actividades como jogos desportivos, praias, arborismo, hipismo, entre outros.

“Este desafio surge no âmbito da divulgação da língua portuguesa, e no seguimento das actividades desenvolvidas pela Escola de Artes e Ofícios”, tendo a Casa de Portugal em Macau desenvolvido o Curso de Verão com o intuito de “proporcionar um contacto mais próximo dos estudantes de Português com a cultura”, destacou.

 

C.A.