Alexis Tam visitou o futuro Centro de Saúde da Ilha Verde
Alexis Tam visitou o futuro Centro de Saúde da Ilha Verde

Os Serviços de Saúde planeiam contratar este ano 63 médicos e 20 enfermeiros, avançou Alexis Tam numa visita ao futuro Centro de Saúde da Ilha Verde

 

O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura afirmou na sexta-feira que os Serviços de Saúde (SSM) vão contratar este ano 63 médicos e 20 enfermeiros, além de técnicos e pessoal administrativo, num total superior a 400 pessoas. Segundo a Rádio Macau, Alexis Tam não precisou se estes novos médicos incluem os processos de recrutamento actualmente a decorrer em Portugal.

Desde o final de 2017, os SSM lançaram dois processos de recrutamento em Portugal para contratar 35 médicos e especialistas. Actualmente, estão a decorrer entrevistas a 30 candidatos do primeiro concurso para 21 vagas. No segundo concurso, existem 14 lugares. A RAEM contava em 2017 com 4.350 profissionais de saúde.

O Secretário falava à margem de uma visita ao Centro de Saúde da Ilha Verde, com abertura prevista para “Julho ou Agosto” e direccionado a 96 mil residentes. Este será o terceiro centro de saúde na zona norte da cidade e, tendo em consideração a procura e necessidade dos idosos com demência e crianças com necessidades especiais, irá disponibilizar espaços para esses dois serviços.

Alexis Tam esteve também presente na inauguração da ampliação da farmácia hospitalar do CHCSJ. Dados de Março, revelam que o tempo médio de espera na farmácia do CHCSJ é de 24 minutos, menos cerca de 11 minutos face a 2017. A nova máquina de dispensa automática de medicamentos disponibiliza 2.400 mil caixas por hora, pode armazenar 13.500 caixas e tem uma precisão de 99,9% nos medicamentos dispensados.

Por outro lado, o Secretário alertou para a existência de trabalhadores do sector que continuam a manifestar comportamentos incorrectos relativamente aos pacientes e pediu para que respeitem e compreendam os pacientes e os familiares. Os profissionais de saúde com atitudes reprováveis serão punidos para que o seu comportamento não afecte a imagem de toda a equipa médica, garantiu Alexis Tam.