Os Serviços de Saúde registaram ontem a morte de uma paciente que deu entrada no Serviço de Urgência do Centro Hospitalar Conde de São Januário com hipotermia. Uma outra mulher afectada pelo frio permanece internada com hipotermia ligeira.

A descida de temperatura mínima para seis graus levou também a uma subida do número de pessoas que procuraram ajuda no Centro de Abrigo de Inverno do Instituto de Acção Social (IAS). Durante a manhã de ontem 35 pessoas solicitaram apoio junto do Centro, número que equivale ao conjunto de pessoas que lá se dirigiram durante os dois primeiros dias em que esteve operacional. No domingo, dia de abertura do Centro, foram 10 as pessoas que lá se dirigiram, sendo que na segunda o número ascendeu às 25.

O secretário-geral da Caritas, Paul Pun, referiu que “graças aos esforços dos trabalhadores, o centro, além de prestar serviços, tomou a iniciativa de visitar os idosos e as pessoas que precisam de ajuda. Os assistentes sociais foram visitar os sem-abrigo e atribuíram objectos de resistência de frio”.

Contactado pela TRIBUNA DE MACAU, indicou que em 2017 o centro do IAS prestou serviços por 571 vezes, número inferior aos 1.676 de 2016 pelo facto de ter sido um Inverno com menos dias frios. “Este momento é para se ir à rua procurar quem precise de ajuda, quem vive sozinho, é sem abrigo, e aconselhá-los a entrarem no Centro”, disse.

A previsão dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos para hoje é de que a temperatura varie entre os 8 e os 14 graus, mantendo-se o tempo frio e seco. A humidade relativa vai situar-se entre os 40% e 80%.

 

S.F.