A política muçulmana Halimah Yacob será a próxima Presidente de Singapura, tornando-se na primeira mulher a ocupar o cargo, após a Comissão Eleitoral ter anunciado que a sua candidatura foi a única, entre as cinco apresentadas, a preencher todos os requisitos exigidos para as eleições presidenciais de 23 de Setembro. Halimah sucederá assim automaticamente a Tony Tan, que foi o sétimo Presidente da Cidade-Estado, entre 1 de Setembro de 2011 e 31 de Agosto deste ano. Em declarações aos jornalistas, Halimah sublinhou que a função de governante é representar todas as raças, crenças e comunidades e actuar como “força unificadora”. “O mais importante para mim será trabalhar em colaboração com todos os singapurianos”, acrescentou a política formada em Direito que nasceu em 1954 em Singapura e é filha de um muçulmano de origem indiana e de mãe malaia. Casada e mãe de cinco filhos, iniciou a vida política no Partido de Acção Popular (PAP), que governa o país desde 1959, e chegou ao Parlamento em 2001. Em 2011, assumiu o Ministério dos Desportos, Juventude e Desenvolvimento Comunitário, e dois anos depois ocupou a presidência do Parlamento. No mês passado, renunciou à presidência do órgão legislativo e desligou-se do PAP para poder concorrer às eleições presidenciais.