Nos primeiros seis meses deste ano, os Serviços de Saúde (SSM) receberam 450 queixas relacionadas com falta de higiene nos edifícios e espaços desocupados resultando em 2.400 intervenções do organismo, revelou o director do Centro de Prevenção e Controlo de Doenças dos SSM. Apesar da gestão destes espaços competir aos respectivos proprietários, Lam Chong salientou que quando não se verifica uma melhoria, os SSM reencaminham os casos para outros organismos. Durante um programa do “Ou Mun Tin Toi”, Fong Vai Seng, chefe dos Serviços de Ambiente e Licenciamento do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) indicou que este ano fizeram 156 acções de limpeza, número muito inferior ao registado em 2003 (800 acções).  O mesmo responsável do IACM indicou que o número de estaleiros desocupados tem diminuído, bem como as cheias nesses espaços.

 

R.C.