Lei Wa Pao, chefe da Divisão de Reabilitação e Manutenção Urbana do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) revelou ontem um plano para estender a Pista de Bicicletas “Flor de Lótus” até à zona de Lai Chi Vun. Esta é a sexta fase do projecto da pista de bicicletas na Zona de Lazer Marginal da Taipa, sendo que a nova parte do percurso terá um comprimento total de 600 metros e pode entrar em funcionamento no início de 2018. Em relação à ligação entre a ciclovia da Marginal da Taipa e a pista “Flor de Lótus”, o responsável reiterou que o IACM já entregou a proposta à Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), mas os dois organismos ainda terão de chegar a um consenso. O responsável lembrou que a DSSOPT rejeitou a hipótese por envolver questões relacionadas com o planeamento urbano e terrenos arrendados. Três das seis fases do plano global têm um comprimento total de 3.250 metros, prevendo-se que venham a custar cerca de 48 milhões de patacas.

 

R.C.