A estrutura “perigosa” no telhado do Centro Cultural de Macau (CCM) já foi removida, sendo que, actualmente, o edifício não apresenta “quaisquer perigos estruturais”, garantiu ontem o Instituto Cultural. O Centro Cultural sofreu “graves danos” com a passagem do tufão “Hato” no final de Agosto esperando-se agora que os “trabalhos de reparação possam ser concluídos com a maior brevidade e que o CCM entre de novo em funcionamento”, referiu o organismo. Nesta fase estão em curso acções de vistoria e de manutenção internas, para além de trabalhos de limpeza e recuperação das zonas em redor do CCM. Tendo em conta a realização desses trabalhos, as actuações do 31º Festival Internacional de Música deverão decorrer conforme previsto, sublinhou ainda o Instituto Cultural.