HÁ 20 ANOS
HÁ 20 ANOS

O Instituto Cultural de Macau (ICM) assinalou ontem o seu 15º aniversário com a inauguração de quatro exposições no Centro de Actividades Turísticas do Território subordinadas às actividades da instituição. As exposições – bibliográfica, de fotografia sobre as acções do ICM, de artes gráficas e relativa à recuperação do património – vão estar patentes ao público até 28 de Setembro. Para assinalar os 15 anos de actividade, o ICM promoverá também no sábado um concerto pelas orquestras Chinesa de Macau e de Câmara de Macau e inaugurará, a 11 de Setembro, as novas instalações do Conservatório do Território. Até ao final do ano será ainda lançada uma edição bilingue sobre todas as actividades organizadas pelo Instituto Cultural, que foi criado por um decreto-lei de 4 de Setembro de 1982. Relativamente aos projectos do ICM, a presidente da instituição, Gabriela Cabelo, enumerou a localização dos quadros, a nova sede, a recuperação do património e a produção de edições como linhas orientadoras de trabalho que visa continuar a efectuar até ao final de 1998, data em que pretende abandonar a presidência do Instituto. “Até ao final de 1998, queria concluir a localização do quadro do Instituto com o objectivo de preparar a instituição para além de 1999”, data da transferência da Administração de Macau para a China, disse Gabriela Cabelo.

 

94 MIL ALUNOS VOLTAM ÀS ESCOLAS

Cerca de 94.000 alunos do ensino pré-escolar, básico e secundário de Macau vão iniciar o ano lectivo de 1997/98 até 19 de Setembro, num processo que começou segunda-feira com a abertura da maioria das escolas particulares chinesas do território. O ano lectivo que agora se inicia deverá ser o último em que o ensino oficial português é gerido pela Administração de Macau, prevendo-se que a Escola Portuguesa, que será tutelada pelo Ministério da Educação, entre em funcionamento em 1998, cerca de um ano antes da transferência do território para a China. Até ao final da semana, os cerca de 87.000 alunos do ensino em língua veicular chinesa que frequentam os 80 estabelecimentos pré-escolares, primários e secundários, vão iniciar as actividades lectivas para 1997/98. No que se refere ao ensino em língua veicular portuguesa, num total de cerca de 2.300 alunos, os do grupo etário dos 4/5 anos do ensino pré-escolar iniciam as actividades no Jardim de Infância D. José da Costa Nunes na sexta-feira, enquanto as crianças de três anos regressam à escola no dia 8 de Setembro.