HÁ 20 ANOS
HÁ 20 ANOS

HÁ 20 ANOS

 

AIR MACAU VAI VOAR

PARA JAPÃO E MANILA

A Air Macau vai iniciar “brevemente” voos “charter” regulares entre Macau e Fukuoka, sul do Japão, disse à Lusa o presidente da Comissão Executiva da companhia. “Com a chegada do sexto avião, a 29 de Abril, estamos a encarar a possibilidade de iniciar brevemente ligações entre Macau e Fukuoka, já que os ‘slots’ que interessam à Air Macau para Tóquio e para Osaka (centro do Japão) estão esgotados”, disse à Leonel Miranda. O presidente da Comissão Executiva da Air Macau indicou, no entanto, que “a transportadora aérea não tem ainda definido o dia exacto do início dos voos para Fukuoka”. Leonel Miranda disse também que a companhia “está a preparar para 1 de Maio o início das carreiras regulares bi-semanais, à segunda-feira, entre Macau e Manila, nas Filipinas”. A Air Macau deverá ainda começar a voar em Maio para Kuala Lumpur em regime de “codesharing” como a Malaysia Airlines, que já opera voos tri-semanais entre a capital malaia e Macau. A 23 de Março, a Air Macau inicia uma ligação regular tri-semanal entre o território e Qingdao, norte da República Popular da China. Com o início das ligações entre Macau e Qingdao, a transportadora do território passa a voar para sete destinos regionais com uma frequência de 83 voos semanais. Actualmente, a Air Macau voa, por semana, sete vezes para Pequim, 14 vezes para Xangai e sete para Xiamen, na China, 35 vezes para Taipé e 14 vezes para Kaoshiung, em Taiwan, e três vezes para Banguecoque, na Tailândia. Até ao final do ano, a Air Macau vai iniciar carreiras regulares entre o Território e Wunan e Haikou (ilha de Hainão), na China.

 

ÁSIA POUCO INTERESSADA

EM CONCERTAÇÃO SOCIAL

Os país asiáticos deverão ter uma maior representação nos Encontros Internacionais dos Conselhos Económicos e Sociais (CES) e organismos similares, defendeu o secretário-adjunto para a Coordenação Económica de Macau. Vítor Pessoa, que participou no 5º Encontro Internacional dos CES, realizado entre 7 e 8 de Março em Caracas, Venezuela, afirmou à Lusa que a próxima reunião está agendada para 1999, nas Ilhas Maurícias. Pessoa enalteceu a tradição de Concertação Social existente em Portugal e também no Território macaense, que desde 1995 tem participado no evento que ocorre bianualmente. “Na Ásia não existe uma prática e uma concepção de concertação que se encontra difundida com especial enfoque em Macau”, salientou Vítor Pessoa. Sublinhou que em Macau já existe um Conselho Permanente de Concertação Social (órgão tripartido), no âmbito do qual são, nomeadamente, discutidas questões relativas ao mercado do trabalho e um Conselho Económico, foram de debate entre a Administração do Território e os empresários.