Eva Cabral*

Eva Cabral*

Guterres pede esforços de todos os venezuelanos– Quase sem margem de manobra. O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu que “todos os venezuelanos” se esforcem para controlar a crise no país”. Numa postura próxima da do Papa Francisco “o secretário-geral diz que está a seguir de perto os recentes desenvolvimentos na Venezuela. Neste momento crucial para o futuro do país, pede aos venezuelanos que façam todos os esforços possíveis para reduzir as tensões e que se envolvam nas negociações políticas”, disse o porta-voz de Guterres, Stephane Dujarric. Na semana passada, foram realizadas eleições para formar uma Assembleia Constituinte no país. A eleição, convocada pelo Presidente Nicolás Maduro, teve o principal objectivo de alterar a Constituição em vigor, nomeadamente os aspectos relacionados com as garantias de defesa e segurança da nação, entre outros pontos.

 

Vistos Gold atraíram investimento 656 milhões – É muito dinheiro captado para Portugal. O investimento feito ao abrigo do programa Vistos Gold atingiu 656,2 milhões de euros até Julho, mais 14,8% do que em igual período do ano passado. Foram concedidas 98 autorizações de residência. Em Julho, o investimento resultante da Autorização de Residência para a Actividade de Investimento (ARI), também conhecido como vistos gold, atingiu os 59.779.968,88 euros, uma descida de 2,8% face a igual mês do ano passado (61.552.086 euros) e um aumento de 52% face a Junho (39.250.091,91 euros). Do montante captado em Julho, a maioria continua a corresponder à aquisição de imóveis (57.760.317,22 euros), enquanto o critério de transferência de capital ascendeu a 2.019.651,66 euros. Só no mês passado, foram atribuídos 98 vistos dourados, dos quais 96 pela compra de bens imóveis e dois pelo requisito de transferência de capital. Dos 98 vistos atribuídos por compra de bens imóveis, foram concedidos em Julho mais oito ARI para reabilitação urbana, no âmbito das novas regras de concessão que estão em vigor desde Setembro de 2015.

 

Imigrantes saltam em Ceuta- As imagens espelham o desespero. Um milhar de imigrantes tentou novo assalto na fronteira de Ceuta com Marrocos, num incidente no qual ficaram feridos três guardas civis espanhóis. A tentativa de assalto massivo aconteceu apenas 24 horas depois de cerca de 300 imigrantes subsarianos terem tentado passar o posto fronteiriço de Tarajal, em Ceuta, a correr, sem que os agentes das forças de segurança tenham conseguido evitar a passagem de um total de 187. Esta terça-feira, porém, a Guarda Civil espanhola estava alertada para esta nova tentativa e mostrou-se articulada com as autoridades marroquinas, cuja actuação contundente conseguiu que apenas umas três centenas de imigrantes alcançassem a vala fronteiriça, onde foram travados pelo corpo especial da Guarda Civil espanhola.

 

Pacote da Floresta– Apesar de em semi-férias o Presidente da República Portuguesa promulgou quatro diplomas para a reforma da floresta, alertando que as leis estão “longe de esgotar todas as actuações dos poderes públicos”, ressalvando que apenas a criação do cadastro florestal não suscita reparos. Apesar de considerar que ainda havia trabalho a fazer na elaboração dos diplomas, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, justificou a promulgação dos mesmos com o “esforço de enquadramento jurídico e de ensaio de novas pistas para enfrentar antigos e não ultrapassados problemas”. Incluídos na reforma da floresta do actual Governo, os quatro diplomas promulgados visam criar um sistema de informação cadastral simplificada, criar um regime aplicável aos baldios e aos demais meios de produção comunitários, alterar o Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios e alterar o regime jurídico aplicável às ações de arborização e rearborização.

 

Seca antecipa vindimas no Douro – A seca severa que afecta o Douro está a provocar situações pontuais de “stress hídrico extremo” nas videiras e uma antecipação generalizada das vindimas, prevendo-se uma colheita de boa qualidade e com aumento de produção. Carlos Pereira, da divisão de vitivinicultura da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN), disse que o ano vitícola no Douro se caracteriza pela “seca prolongada” e que, desde Junho, a região está também em “seca severa”. Segundo o boletim climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, quase 79% de Portugal continental encontra-se em situação de seca severa e extrema, As videiras durienses já estão habituadas ao clima seco e quente, mas este ano choveu na região menos 50% do que num ano médio. Carlos Pereira ressalvou que o stress hídrico, ou seja de falta de água, não é um problema no Douro precisamente porque as videiras já estão habituadas, no entanto referiu que se verificam “situação pontuais de stress hídrico exagerado”.

 

Blackstone 51% do negócio imobiliário do Banco Popular – Novos rearranjos nos bancos portugueses. O banco espanhol Santander acordou vender ao fundo norte-americano Blackstone, 51% do negócio imobiliário do Banco Popular, tanto crédito como imóveis, segundo informação ao mercado. Esta operação surge na sequência da compra pelo Santander do Banco Popular pelo preço simbólico de um euro, no âmbito da resolução deste e que foi aprovada pela Comissão Europeia. De acordo com a comunicação à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o negócio passa pela criação de uma sociedade para a qual são passados 30 mil milhões de euros de activos imobiliários do Popular e 100% do capital da Aliseda, a filial que juntava património imobiliário do Popular.

 

* Jornalista. Assessora de Passos Coelho nos XIX e XX Governos Constitucionais.