Eva Cabral*

Eva Cabral*

BE EXPULSA INFILTRADOS - Parece um romance de espionagem clássico, frequente na ficção, mas raro na vida real. O certo é que o Bloco de Esquerda anulou a adesão de seis elementos da organização Socialismo Revolucionário, que aponta como “grupo infiltrado”, segundo comunicado divulgado através da página oficial do partido. “A anulação das adesões e a não-ratificação dos novos pedidos de adesão, num total de seis, foi decidida por voto secreto com 47 votos a favor, 24 contra e quatro abstenções, o que mostra que o Bloco está dividido nesta matéria, mesmo quando esta decisão resulta da verificação de fraude ao princípio legal e estatutário da adesão individual. Não são abrangidos pela decisão três dos aderentes visados pelo inquérito, que integraram o SR (Socialismo Revolucionário) quando já eram aderentes do Bloco de Esquerda”, indica o comunicado bloquista.

 

GUTERRES QUER PREVENÇÃO DE GUERRAS - Mais vale prevenir do que remediar, foi o lema da primeira intervenção de António Guterres como novo secretário-geral da ONU. Guterres, defendeu “uma nova abordagem” para prevenir as guerras, na primeira intervenção perante o Conselho de Segurança, depois de assumido o cargo no passado dia 1. Na campanha que o levou a suceder ao sul-coreano Ban Ki-moon, Guterres prometeu fazer evoluir a organização internacional e redobrar os esforços para resolver as crises mundiais. A ONU deve prestar muita mais atenção à prevenção de conflitos e à mediação, disse Guterres, adiantando ter começado já a estimular reformas nesse sentido. “Devemos reequilibrar o nosso foco sobre a paz e segurança. Durante décadas esteve dominado pela resposta ao conflito. Para o futuro, devemos fazer muito mais para prevenir a guerra e manter a paz”, afirmou.

 

PORTUGAL EMITE 3.000 MILHÕES - Evitando os riscos de um leilão o Estado português vai realizar uma emissão sindicada de dívida de longo prazo, com maturidade em 2027, no valor de 3.000 milhões, que vai ser a primeira deste ano, segundo avançou a agência Bloomberg. Esta emissão surge numa altura em que as taxas de juro de Portugal a dez anos rondam os 4%, o que demonstra desconfiança por parte do mercado. De acordo com a Bloomberg, o IGCP – Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública mandatou seis bancos para realizarem esta operação: o BBVA, o HSBC, o JP Morgan, o Morgan Stanley, o Novo Banco e o Société Generale. A instituição liderada por Cristina Casalinho inaugura assim as emissões de dívida de longo prazo de 2017, ano em que o IGCP prevê arrecadar “um montante entre os 14 a 16 mil milhões de euros” através da emissão bruta de Obrigações do Tesouro, “combinando sindicatos e leilões, assegurando emissões mensais”, conforme o programa de financiamento publicado.

 

CRISE EM ALMARAZ - A decisão de Espanha em construir um armazém de resíduos nucleares na central de Almaraz está a pôr em causa as relações entre os dois países ibéricos. Apesar disso, o chefe da diplomacia espanhola disse que o Governo português vai participar numa reunião hoje em Madrid, em que deverá ser discutida a intenção do executivo espanhol de ampliar a central nuclear de Almaraz. O ministro dos Assuntos Exteriores de Espanha, Alfonso Dastis, que se deslocou a Portugal para participar na sessão solene evocativa de homenagem ao antigo Presidente Mário Soares, disse que falou sobre este assunto com o seu homólogo português, Augusto Santos Silva. O ministro dos Negócios Estrangeiros português confirmou à Imprensa que as diplomacias dos dois países estavam a “trabalhar intensamente” para “criar condições para que essa reunião se realize com sentido útil, isto é, com a capacidade de serem tomadas decisões”.

 

CRIME NO TRANSPORTE AÉREO - Não se sabem as causas que estão por detrás do crime mas a Polícia Judiciária, em cumprimento de mandatos de detenção, emitidos pelo Ministério Público, identificou e deteve no Porto Santo um homem de 32 anos de idade, acusado pela prática de um crime de atentado à segurança de transporte aéreo, praticado em Setembro do ano passado. Segundo a PJ, o arguido, munido de uma serra, subiu a vedação que delimita as infra-estruturas de radar da empresa Navegação Aérea de Portugal instaladas na ilha de Porto Santo e cortou vários cabos do sistema de comunicações daquela empresa. Essa acção criminosa gerou uma falha completa de comunicações entre as torres de controlo da Madeira e do Centro de Controlo de Tráfico Aéreo de Lisboa, com implicações nas comunicações com as aeronaves que, na altura, sobrevoavam a zona da Região Autónoma da Madeira. Depois da fuga para França, regressou a Porto Santo onde foi detido.

 

MENINAS DE ODIVELAS - Já foi a sede do Instituto de Odivelas, a versão feminina do Colégio Militar, e ficou desocupado quando as Meninas de Odivelas deixaram o edifício. Agora o  presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins, assumiu que o Mosteiro da cidade poderá passar para gestão da autarquia entre Fevereiro e Março. Classificado como monumento histórico, o Mosteiro de São Dinis e São Bernardo, mais conhecido como Mosteiro de Odivelas, foi construído em 1310 e no seu interior encontra-se o túmulo do rei D. Dinis. Nas instalações do Mosteiro de São Dinis funcionou até ao fim do ano lectivo de 2014/2015 o Instituto de Odivelas, propriedade do Ministério da Defesa, e entretanto transferido para Lisboa. O presidente da Câmara explicou que a autarquia está a ultimar as negociações com o ministério das Finanças para a transição do monumento para a gestão do município. Frisa que se trata de “um património nacional que faz parte da identidade do concelho e pelo qual os odivelenses nutrem um sentimento de pertença. A Câmara nunca poderia deixar de fazer tudo para que ele viesse para a esfera municipal”.

 

* Jornalista. Assessora de Passos Coelho nos XIX e XX Governos Constitucionais.