A Faculdade de Humanidades da Universidade de São José (USJ) organiza, no dia 20, um seminário subordinado à literatura de Goa em língua portuguesa e seus interfaces com Macau, sob a orientação de Duarte Nuno Drumond Braga. A conferência arranca às 18:30, no “Speakers Hall” da USJ, e propõe algumas “linhas de leitura para o entendimento” da chamada “literatura indo-portuguesa”. “Propomo-nos pensar o seu incerto estatuto, bem como a sua natureza periférica em vários sentidos”, explicou a instituição de ensino superior. Além disso, será mapeado o espaço literário periférico comum à produção literária de Macau em língua portuguesa pois “Goa guarda marcas óbvias da administração colonial que a ligou a Macau”. “O aspecto propriamente literário em língua portuguesa dessa relação é porém uma dimensão a que ainda não foi dada a devida atenção, menos ainda de um ponto de vista comparativo”, nota a USJ. O orador é licenciado em estudos portugueses, mestre e doutorado em estudos comparatistas pela Universidade de Lisboa. No âmbito do Doutoramento trabalhou a questão do orientalismo em Camilo Pessanha, Fernando Pessoa e outros poetas. Duarte Nuno Drumond Braga deu aulas na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, instituição onde foi membro do Centro de Estudos Comparatistas. A literatura portuguesa do fim de século ao Modernismo, poesia em língua portuguesa do século XX, Oriente e orientalismo na literatura portuguesa e literaturas de Goa, Macau e Timor em língua portuguesa são alguns dos temas de pesquisa do conferencista.

 

C.A.