Apresentação do Open juntou cinco antigos campeões do torneio de Macau

A 17a edição do Open de Golfe de Macau vai juntar nos “greens” do “Golf and Country Club”, em Coloane, 144 atletas, incluindo sete do actual “top 10” da Ordem de Mérito e sete vencedores da competição de Macau, para além de Jin Cheng, estrela do circuito amador da modalidade. A competição, novamente patrocinada pelo Venetian Macau, atinge este ano um recorde de prémios

 

Num universo que inclui algumas figuras de relevo a nível mundial, 144 golfistas vão disputar o título de campeão, já a partir de amanhã, naquela que é a 17a edição do Open de Golfe de Macau, que volta a ter lugar nos “greens” do “Golf and Country Club”, em Coloane.

Entre os jogadores contam-se sete que integram o “top 10” da Ordem de Mérito e outros sete que se sagraram campeões em Macau, em edições anteriores. O torneio deste ano, que já foi considerado como “o mais renhido até ao momento”, vai atribuir prémios totais no montante de um milhão de dólares americanos (cerca de oito milhões de patacas), um recorde na história do evento.

Na conferência de imprensa de lançamento do torneio, estiveram presentes Scott Hend, Ernie Els, Zhang Lian-wei, Liang Wen-chong e Anirban Lahiri, que já saborearam a vitória em Macau.

O indiano Anirban Lahiri, de 28 anos, regressa à competição para tentar revalidar o título de campeão, alcançado no ano passado. O golfista, que é igualmente titular do primeiro lugar na “Ordem de Mérito”, está confiante na obtenção do bis. “Ter ficado em quinto lugar, no Campeonato PGA de Golfe [Estados Unidos] deu-me muita confiança. Estou muito contente por estar de volta àquele que é um dos meus torneios favoritos. Embora a história sugira que não é fácil ganhar várias vezes, acho que tenho todas as hipóteses de ganhar como qualquer outro jogador”, disse Anirban Lahiri, mostrando-se confiante perante os jornalistas, durante a conferência de imprensa realizada ontem no Sands Cotai Central.

O actual campeão em título do Open de Golfe de Macau terá que “medir forças” com o australiano Scott Hend, vencedor de seis edições da “Asian Tour” e da prova da RAEM em 2013. O jogador, de 42 anos, admitiu que “sabe bem estar de volta”, mas tem consciência da grande qualidade dos adversários que terá de enfrentar.

“A competição deste ano vai ser feroz. Anirban está em melhor forma. Ernie está de regresso, Thongchai tem jogado extraordinariamente, e temos ainda Jin Cheng que deve estar super confiante depois da vitória no torneio amador “Asia-Pacific” de há duas semanas”.

Já Ernie Els, que venceu quatro edições do Grand Slam e ficou na 26a posição do Open de Golfe de Macau do ano transacto, regressa depois de uma pequena paragem em Setembro, e de um torneio, na Escócia, que decorreu na semana passada. “Vou dar, como sempre, o meu melhor e tentar colocar-me no caminho ideal para sair vitorioso, no domingo”, disse a estrela mundial.

Zhang Lian-wei e Liang Wen-chong, nomes grandes do golfe chinês, também voltam a pisar os “greens” do “Golf and Country Club”. Zhang, que já obteve cinco classificações entre os 10 primeiros em Coloane, aspira arrecadar o seu terceiro título de campeão no Macau Open.

Por outro lado, Liang, vencedor da Ordem de Mérito da “Asian Tour” de 2007, admite ter trabalhado nestes últimos tempos para melhorar o seu jogo.

Para além das personalidades já bem conhecidas do público e dos amantes do desporto, a edição deste ano conta com três estrelas chinesas em ascensão: Li Hao-tong, Guan Tian-lang e Jin Cheng, sendo que este chega a Macau depois da conquista do primeiro lugar no campeonato amador “Asian-Pacific”.

A 17.ª edição do Macau Open terá em competição 124 golfistas da “Asian Tour”, quatro da Associação de Golfe de Macau e 16 convidados pelos patrocinadores.

O torneio de Macau, será disputado em 72 buracos – quatro voltas ao campo de Coloane -, sendo o “cut” feito no final da segunda ronda, quando os 70 melhores seguem para as duas últimas rondas.

O torneio, que contará novamente com o patrocínio do Venetian Macau, é organizado pelo Instituto do Desporto e pela Associação de Golfe de Macau.

 

C.A.