20131202-104f
Lau Cheok Va vai receber Grande Lótus pouco tempo depois de ter deixado a AL

 

O anterior presidente da Assembleia Legislativa vai receber a mais alta distinção da RAEM, anunciou ontem o Governo. Na lista de 40 medalhas e títulos honoríficos constam, entre outros, Raimundo do Rosário, Amélia António, IPOR, a Comissão do Grande Prémio ou o “chef” António

 

Pedro André Santos

 

O Governo da RAEM anunciou ontem a atribuição de 31 medalhas e nove títulos honoríficos a individualidades e entidades que se notabilizaram por feitos pessoais, contributos para a sociedade ou serviços prestados ao território.

No topo da lista surge o ex-presidente da Assembleia Legislativa Lau Cheok Va, que vai receber a medalha de Honra Grande Lótus, a mais alta distinção da RAEM.

Ho Lai Cheng, presidente honorária da Associação Geral das Mulheres de Macau, será distinguida com a Lótus de Ouro, enquanto que Lei Sio Iok, também presidente honorária da mesma associação, e Jia Rui, atleta de Wushu que ganhou três medalhas nos últimos Jogos da Ásia Oriental – incluindo duas de ouro – irão receber a Lótus de Prata.

As medalhas de Honra, com os graus de Grande Lótus, Lótus de Ouro e Lótus de Prata, “visam galardoar a prestação de serviços excepcionais para a imagem e bom nome, ou com grande relevância para o desenvolvimento da RAEM”.

Na lista das personalidades e instituições agraciadas com medalhas surgem ainda, entre outros, Raimundo Arrais do Rosário, chefe das Delegações Económicas e Comerciais de Macau em Lisboa e Bruxelas (Mérito profissional), a Comissão do Grande Prémio de Macau (Mérito turístico), coordenada por João Manuel Costa Antunes, António da Conceição, dono do restaurante António (Mérito turístico), o Instituto Português do Oriente (Mérito cultural) e Amélia António (serviços comunitários).

Em declarações ao JTM, o director do IPOR considerou a distinção como “uma honra” e o “reconhecimento pelo trabalho que temos feito na divulgação da língua portuguesa”. “Pode ser vista também como mais um sinal que o Governo está atento ao IPOR e à importância da língua portuguesa no território. É também uma distinção que tem que ser repartida por todos aqueles que, ao longo dos anos, partilharam a sua visão na estrutura do IPOR, desde os docentes aos alunos, dirigentes e trabalhadores”, disse João Laurentino Neves.

“Muito orgulhoso e honrado” manifestou-se também António José da Conceição, “chef” e proprietário do restaurante “António”. “É sinal que temos estado bem e temos dado um bom nome a Macau e a Portugal. Foi uma sensação espectacular [receber a notícia], não há dúvida, e que nos vem trazer maior responsabilidade. É preciso não esquecer que a medalha tem atrás toda uma equipa que trabalha aqui, bem como os próprios clientes”, sublinhou.

O JTM contactou ainda Amélia António, mas a presidente da Casa de Portugal em Macau remeteu um comentário para mais tarde, por ainda não ter tido conhecimento oficial da atribuição da medalha.

As medalhas de Mérito visam “agraciar os que se notabilizem ou distingam no exercício de actividades profissionais, fomento e desenvolvimento industrial, comercial e turístico, no exercício da actividade educativa, no contributo activo em prol do desenvolvimento artístico e cultural, do bem-estar da sociedade e de actividades filantrópicas e no domínio desportivo”. Além das instituições e individualidades já referidas, serão entregues ainda medalhas de Mérito a Leong Keng Seng, Lui Va Long (profissional), Cheong Lok Tin, Lei Chi Fong e Si Tou Tek Lam (industrial e comercial), Chan Chi Kwan, Yip Wai Ming Evelyn, Vong Kuoc Ieng e Choi Sok I (educativo), Dai Dingcheng e Associação dos Calígrafos e Pintores Chineses (cultural), Ung Pui Kun (altruístico), Lau Hong Meng, Mak Chi Kun e Choi Tat Meng (desportivo).

As restantes medalhas serão entregues aos Serviços de Zonas Verdes e Jardins do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, Cheang Mui Leng, Lam Wai Hou e Wong I Lin (dedicação), Lou Kan Sam, Liang Baijin e Sam Weng Kan (serviços comunitários).

O Governo decidiu ainda atribuir títulos honoríficos de valor a Che Chon Seng, Wong Ka Fai, Tan Chih Wei, Iao Chon In, Chong Ka Seng, Kuok Kin Hang, Feng Xiao, Liu Qing e Cai Aolong.

A cerimónia de imposição das medalhas e títulos honoríficos decorrerá em meados deste mês, indicou o Governo, sem precisar uma data concreta.