Candidata fiel à bata de enfermeira – I

Wong Kit Cheng, a número 2 da lista conjunta dos “Kaifong” e da Associação Geral das Mulheres de Macau, dá sinais de estar entusiasmada com a aproximação do início da campanha para as eleições legislativas de 15 de Setembro. E, a avaliar por uma imagem publicada no seu perfil do Facebook, parece levar muito a sério a questão visual.

 

Candidata fiel à bata de enfermeira – II

Na ilustração divulgada “online”, a vice-presidente da Associação Geral das Mulheres surge com diferentes indumentárias, mas “a roupa de enfermeira foi a mais popular”, segundo salienta a própria. Embora a imagem não faça qualquer referência às eleições, muitos cibernautas acreditam que a ideia poderá ser usada em cartazes da campanha.

 

Candidata fiel à bata de enfermeira – III

Os resultados da “escolha” do uniforme eram absolutamente expectáveis, uma vez que Wong Kit Cheng é chefe de enfermeiros no Hospital Kiang Wu. De resto, a candidata da lista “União Promotora para o Progresso” esteve recentemente no centro de uma polémica relacionada com a sua profissão, após ter defendido que o recrutamento de enfermeiros em Portugal é uma medida “inadequada”.

 

Candidata fiel à bata de enfermeira – IV

Convicta de que os enfermeiros precisam de ter “conhecimentos em chinês”, orais e escritos, Wong Kit Cheng considera que os profissionais portugueses enfrentam uma “barreira” linguística “intransponível” que poderá mesmo “colocar em risco a vida dos cidadãos”. Opinião diferente tem o director dos Serviços de Saúde, que já garantiu que Portugal continuará a ser um mercado de recrutamento até porque, numa “cidade internacional” como Macau, há “a necessidade de se utilizarem línguas diferentes”.

 

Reolian resgata telemóvel e encanta passageira – I 

20130819-104p2Habituado a lidar com várias contrariedades desde que a empresa entrou em funcionamento, Cedric Rigaud, director-geral da Reolian, não conseguiu esconder a sua satisfação quando, um dia destes, uma passageira bateu à porta do seu escritório. Em vez de críticas ou acusações, Rigaud recebeu uma “bandeira de elogio”.

 

Reolian resgata telemóvel e encanta passageira – II

A invulgar iniciativa da passageira foi motivada pela alegria e alívio que sentiu após reaver um telemóvel que deixara por esquecimento no interior de um autocarro da Reolian. De acordo com o jornal Ou Mun, quando deu pela falta do aparelho, a mulher telefonou à empresa e esta decidiu lançar uma verdadeira operação de resgate.

 

Reolian resgata telemóvel e encanta passageira – III

Funcionários da empresa acabaram por encontrar o telemóvel, mas depararam-se com um entrave: o aparelho encontrava-se no interior de um banco do autocarro, fora do alcance das mãos. A equipa de “salvamento” decidiu então chamar um técnico, que desmontou o banco e desbloqueou o impasse. Contagiada pela alegria da passageira, a Reolian já anunciou que também irá premiar os funcionários envolvidos neste caso.

 

Jovem Ng “reforça” grupo de activistas – I

20130819-104p3Jason Chao e Ng Kuok Cheong, membros destacados da Associação Novo Macau, estiveram recentemente em Hong Kong para participar num seminário promovido pelo conhecido movimento activista “Occupy Central”. Lançada em Janeiro do corrente ano por Benny Tai Yiu-ting, professor de Direito na Universidade de Hong Kong, esta campanha assenta na preparação de um mega protesto em prol do sufrágio universal, agendado para 1 de Julho de 2014, aniversário do estabelecimento da RAEHK.

 

Jovem Ng “reforça” grupo de activistas – II

Os promotores da iniciativa esperam a participação de pelo menos 10 mil pessoas e contarão certamente com o apoio de Jason Chao, Ng Kuok Cheong e outros activistas de Macau. Na foto (à esquerda, em baixo) surge ainda um potencial reforço que, além de jovem, tem a particularidade de ser filho de Ng Kuok Cheong. Embora o deputado não tenha dado indicações de poder vir a deixar a política a breve prazo, falar em sucessor será ainda extemporâneo, mas não restam dúvidas de que Ng está atento ao futuro. E, como diz o ditado, “quem sai aos seus não degenera”…

 

Baú de recordações

20130819-104p4Do nosso Baú de Recordações retiramos hoje uma fotografia alusiva às comemorações do primeiro centenário da Biblioteca Central de Macau. Na foto, datada de 28 de Janeiro de 1995, surge como figura central Salavessa da Costa, secretário-adjunto para o Turismo e Cultura, a discursar na cerimónia de abertura do programa comemorativo.

 

 

Sinfónica da Juventude actua em Washington – I

20130819-104p5Sob a batuta do maestro e pianista Lio Kuok Man (na foto), a Orquestra Sinfónica da Juventude de Macau vai subir ao palco do prestigiado Centro John F. Kennedy para as Artes Performativas em Washington, apurou “De Fonte Limpa”. Agendado para o próximo dia 29, o recital “Uma noite de Mozart” é promovido pela Organização das Mulheres Sino-Americanas.

 

Sinfónica da Juventude actua em Washington – II

Com entrada gratuita, o recital é inteiramente dedicado a obras de Mozart e o seu programa apresenta como figuras de proa Lio Kuok Man e Hoi Yan Lok (violino). Lio Kuok Man é, aliás, um dos maiores nomes da música de Macau, tendo conquistado vários prémios internacionais, incluindo a “Hong Kong (Asia) Piano Open Competition”, “Toyama Asian Youth Music Competition” ou o “Asian Pianist Award”, entre outros.

 

Sinfónica da Juventude actua em Washington – III

Fundada em 1997 por um grupo de professores de música e ex-artistas da Orquestra de Câmara de Macau, a Orquestra Sinfónica da Juventude continua a integrar estudantes universitários e alunos das escolas primárias e secundárias locais. Desde a sua criação, a orquestra já realizou mais de uma centena de concertos, sempre com o propósito de promover o desenvolvimento dos talentos do território. A orquestra têm como directores musicais honorários os maestros Doming Lam e Veiga Jardim.

 

Ópera chinesa em Portugal – I

20130819-104p6A Companhia de Ópera de Pequim, sediada na cidade de Nanquim, vai realizar uma digressão em Portugal no mês de Setembro. O ciclo de espectáculos vai começar no Centro Cultural de Belém (dias 14 e 15) e prosseguirá no Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra (dia 17). Previstas estão ainda actuações em Guimarães (dia 19), Évora (dia 21) e Faro (dia 23).

 

Ópera chinesa em Portugal – II

A companhia de Nanquim levará aos palcos portugueses excertos de “Dragão voador e Fénix dançante”, “Adeus Meu Amor”, “A Donzela Celestial Distribui Flores” e “Mu Guiying Lutando na Cidade de Hong Zhou”. No dia 15, em Lisboa, o programa será enriquecido com a versão completa da ópera “Mu Guiying Lutando na Cidade de Hong Zhou”, cuja história decorre durante a dinastia Song (960-1279).

 

Grand Lisboa no “top 10” dos hotéis mais altos – I

20130819-104p7Admirado por uns, contestado por outros, o Grand Lisboa tem gerado reacções distintas, que já lhe valeram a inclusão em “rankings” de edifícios bizarros, mas também elogios pela sua arquitectura invulgar. Desta vez, o principal empreendimento da Sociedade de Jogos de Macau está a ser destacado pela positiva na imprensa internacional.

 

Grand Lisboa no “top 10” dos hotéis mais altos – II

Um “ranking” elaborado pelo portal “Trivago”, especializado no sector hoteleiro, posiciona o Grand Lisboa como o 10º hotel mais alto do mundo, graças aos seus 261 metros. Dormir perto das nuvens já é um grande aliciante para muitos turistas, mas o portal destaca ainda outras facetas do Grand Lisboa, como a excelente panorâmica nocturna e mais de um milhão de luzes LED, que formam o maior conjunto do género no planeta.

 

Grand Lisboa no “top 10” dos hotéis mais altos – III

Na descrição que acompanha a lista, o site de buscas realça também o design exterior de um edifício que disponibiliza mais de 400 quartos e suites em 58 andares, a piscina, um dos “maiores e melhores casinos da Ásia” e nove opções gastronómicas. Neste capítulo, é feita uma recomendação especial aos hóspedes: “não devem perder o restaurante Dôme au Robuchon, com três estrelas Michelin, dirigido pelo famoso chef francês Joel Robuchon”.

 

Grand Lisboa no “top 10” dos hotéis mais altos – IV

Dominado por hotéis do Oriente, o “ranking” inclui nas três primeiras posições o Park Hyatt, em Xangai (494 metros de altura), The Ritz-Carlton, em Hong Kong (484) e St. Regis, em Shenzhen (442). À frente do Grand Lisboa surgem ainda o Four Seasons, em Cantão (438), Grand Hyatt, em Xangai (420), JW Marriott Marquis, no Dubai (355), Baiyoke Sky, em Banguecoque (328), Burj Al Arab, no Dubai (322) e Jumeirah Emirates Towers, no Dubai (309).

 

Uma década de vigilância alemã – I

20130819-104p8Dallmeier, uma empresa alemã de videovigilância, celebrou uma década de actividade em Macau e manifestou-se encantada com o “sucesso” alcançado. A operar junto dos casinos desde 1997, a Dallmeier estreou-se em Macau em 2003 pelas portas da Sands, que procurava um sistema de videovigilância para o seu primeiro casino.

 

Uma década de vigilância alemã – II

De resto, o crescimento da indústria do jogo foi benéfico para a companhia germânica, que começou a fornecer serviços a outras operadoras da RAEM. Citado pelo portal “Source Security”, Craig Graham, director geral da companhia para a Ásia, recordou que, quando a Dallmeier se estreou no território, a concorrência não se mostrou muito preocupada, afirmando que os novos investidores “nunca teriam grande negócio em Macau”. “No entanto, 10 anos depois, somos uma das maiores companhias da indústria de CCTV em Macau”, assegurou.