Sénica faz balanço positivo

O selecionador português de hóquei em patins, Luís Sénica, fez um balanço positivo pelo segundo lugar conseguido por Portugal no campeonato do mundo, que decorreu na China, após perder na final com a Espanha. Realçando que o início atribulado de Portugal se deveu a factores externos o seleccionador explicou que “os dois primeiros jogos não foram aquilo que esperávamos. Tivemos muitas dificuldades. A caixa de medicamentos perdida, suplementos e stiques que desapareceram e apareceram ao quarto dia de competição. Um tufão em Macau que nos impediu de sair do hotel e treinar. Uma pista muito condicionada pelo próprio tufão que inundou o recinto. Tivemos a oportunidade de fazer um único treino um dia em pista inteira. Com isto acabámos por pagar a entrada no campeonato”, afirmou.

 

Aves derrota Belenenses

O Desportivo das Aves recebeu e derrotou o Belenenses (2-1), reagindo ao golo “azul” aos 25’ (Nuno Tomás), fazendo a igualdade ainda no primeiro tempo (42’) por Salvador Agra para, aos 53’, o emprestado Ryan Gauld, apontar o golo que seria o do triunfo. Uma melhor prestação dos avenses face a um Belenenses que não tem, de todo, “gente de área” para aproveitar as oportunidades criadas. Neste jogo, e em conclusão, vitória suada mas merecida dos “nortenhos”.

 

West Ham deixa lanterna vermelha

O West Ham, de novo com José Fonte a titular, venceu o Huddersfield no encerramento da quarta jornada da liga inglesa de futebol, somando os primeiros pontos no campeonato e entregando a lanterna-vermelha da prova. Agora, sem pontos, estão apenas o Bournemouth e o Crystal Palace, enquanto que a equipa que tem por central o internacional português salta para o 18.º lugar, ainda abaixo da ‘linha de água’, mas já com outra motivação.