O Real Madrid continua a depender apenas de si e de Cristiano Ronaldo, que “bisou” na vitória por 4-1 sobre o Sevilha, para conquistar o título da liga espanhola de futebol

 

Com um jogo a menos, a disputar amanhã, em Vigo, com o Celta, e com uma única jornada por jogar, os madrilenos continuam sem descolar do FC Barcelona, que também goleou na visita a Las Palmas por 4-1, mantendo-se em vantagem virtual para o título.

E os madrilenos bem podem agradecer a Cristiano Ronaldo pela vitória na 37ª jornada, já que foi o português a desbloquear o jogo, ao concretizar um “bis” (23 e 78), que acabou com a resistência do Sevilha, quarto classificado.

No Santiago Bernabéu, o Real Madrid ficou em vantagem aos 10 minutos, quando numa jogada estranha Nacho aproveitou uma desatenção do árbitro, que ainda vigiava a formação da barreira dos visitantes, e, com Asensio, que tinha sofrido a falta, ainda no chão, converteu o livre com êxito. Mas esta não foi a única desatenção dos sevilhanos, que perderam, no meio-campo, a bola que estaria na origem do primeiro golo de Ronaldo, que aos 23 minutos, marcou na recarga a um remate de James Rodríguez.

Com o objectivo do terceiro lugar e consequente acesso directo à Liga dos Campeões em mente, o Sevilha reagiu em força, pressionando os homens da casa, através de Jovetic, que viu Keylor Navas negar-lhe o golo aos 40 minutos, mas que acabou por marcar aos 49.

Seguiram-se minutos de indefinição para os “blancos”, que iam recebendo os ecos da goleada do Barcelona em Las Palmas, mas que viram, mais uma vez, Ronaldo resolver, com um golo aos 78 minutos. Cinco minutos depois, foi a vez de Toni Kroos completar o resultado, que permite ao Real Madrid somar os mesmos 87 pontos que os catalães.

Os líderes da liga espanhola viveram uma noite mais calma em Las Palmas, graças ao precioso contributo de Neymar, autor de um “hat-trick”. O brasileiro inaugurou o marcador aos 25 e dois minutos depois viu o uruguaio Luis Suárez fazer o segundo.

Aos 63 minutos, Bigas assinou o golo da equipa da casa, mas Neymar resolveu com golos aos 67 e 71, e segurou, pelo menos até amanhã, a liderança do campeonato.

Já o Atlético de Madrid fez a festa do apuramento para a Liga dos Campeões, depois de empatar 1-1 na visita ao Bétis. Os “rojiblancos” somam agora 75 pontos, mais seis do que o Sevilha, com apenas um jogo por disputar.

Quem também tem motivos para festejar é o Deportivo da Corunha, que ao empatar a zero com o Villarreal, garantiu a manutenção.

Nos outros encontros da 37.ª jornada, o Eibar perdeu por 1-0 em casa com o Gijón, já despromovido, o Alavés venceu o Celta por 3-1, o Athletic Bilbau empatou 1-1 com o Leganés e a Real Sociedad igualou a dois com o Málaga.

 

JTM com Lusa