Dragões não devem ter tarefa fácil em Setúbal
Dragões não devem ter tarefa fácil em Setúbal

Ser líder implica estar atento às “armadilhas” que poderão surgir pelo caminho. E Sporting e FC Porto têm este fim-de-semana encontros em que só a vitória importa

 

Costa Santos Sr*

 

Na 14ª jornada da I Liga Portuguesa, dois jogos poderão fazer tremer os líderes da prova: V. Setúbal-FC Porto e Boavista-Sporting.

Enquanto no Sado parece reinar uma crise de confiança, com um somatório de derrotas pouco vulgar entre sadinos, no Bessa o optimismo é coisa que não falta, porque os resultados têm correspondido aos seus anseios.

Por isso, os “leões” terão prova dura para enfrentar, num terreno que sabem ser bastante difícil. Em jogos desta natureza, a capacidade individual poderá fazer a diferença, mas o colectivo unido será forte opositor aos desejos adversários. O Sporting irá, seguramente, defrontar um Boavista fechado, de linhas recuadas, apostando nas transições rápidas. E é sabido quanto perigosos são neste estilo. Será que os “leões” conseguirão “dar a volta”? Fácil não será!

E em Setúbal que melhor motivação poderiam ter os pupilos de José Couceiro do que defrontar o primeiro classificado? O problema é que, como se tem visto, a crise directiva – demitiu-se a direcção – já “entrou no balneário” e isso é sempre negativo. Não significa, porém, que os “dragões” irão encontrar um adversário “definhado” e sem capacidade para se opor à altura. Nada disso. Às vezes, de onde não se espera é que elas saem…

Na Luz, estará um adversário “à medida” das necessidades do Benfica: o Estoril. Não se acredita que uma equipa que ainda não conseguiu sair dos últimos vá à Luz incomodar um Benfica claramente à procura de uma exibição e de um resultado que una as bancadas ao relvado.

Belenenses, Portimonense e Aves recebem, respectivamente, Paços de Ferreira, Chaves e Tondela. Se no jogo das Aves, o importante para as duas equipas é fazer pontos para começar a sair da zona de perigo, no Restelo e Portimão, vitórias dos donos da casa reforçarão as posições a meio da tabela. Mas, os adversários não são de menosprezar.

Guimarães e Vila do Conde são dois cenários onde Feirense e Moreirense não surgem com hipóteses de amealhar pontos.

Ma Madeira, outro bom jogo em perspectiva: Marítimo-Sp. Braga. Será uma luta pela manutenção da diferença pontual (empate) pela sua redução (vitória do Marítimo) ou pelo aumento da mesma (vitória do Braga). Acreditamos na segunda hipótese!

 

*Jornalista profissional especialista em desporto