Espanha obriga Itália a disputar “play-off”
Espanha obriga Itália a disputar “play-off”

Espanha, Alemanha, Inglaterra, Nigéria e Costa Rica já garantiram a presença no Mundial de Futebol, elevando para 12 o total de selecções apuradas, para além da anfitriã Rússia

 

A Espanha assegurou a sua 15ª presença em fases finais de mundiais de futebol, ao bater em casa a Albânia por 3-0. A Itália, que apenas ia adiando o mais que provável apuramento espanhol no Grupo B, cedeu uma igualdade (1-1) na recepção à Macedónia e avançará para o “play-off”.

No Grupo C, a Alemanha, campeã do mundo, também selou o apuramento, ao ganhar por 3-1 na Irlanda do Norte. Os anfitriões já tinham assegurado o segundo lugar no grupo.

A Inglaterra “carimbou” igualmente o passaporte para o Mundial, mas teve de esperar até aos descontos, para Harry Kane marcar o tento do triunfo na recepção à Eslovénia e assegurar o primeiro lugar no Grupo F. Os ingleses somam 23 pontos, mais seis do que a Escócia, que venceu em casa a Eslováquia (1-0).

Integrada num grupo muito difícil, no qual pontificavam a Croácia, Turquia e Ucrânia, a Islândia, uma das surpresas do último Europeu, está a um passo de garantir a ida à Rússia, o que conseguirá caso vença na última jornada na recepção ao Kosovo, último classificado com apenas um ponto. Na visita à Turquia, os islandeses triunfaram por 3-0. A Ucrânia, que foi vencer ao Kosovo (2-0), é terceira com os mesmos 17 pontos da Croácia, segunda, selecções que se defrontam hoje, na Ucrânia, provavelmente para decidir quem segue para o “play-off”.

Quem falhou a oportunidade de assegurar desde já a presença foi a Sérvia, que se apurava em caso de triunfo, mas, apesar de ter saído na frente em casa da Áustria, veio a perder por 2-3. Mesmo assim, a Sérvia parta para a última jornada do grupo D com a vantagem de liderar e de receber a Geórgia, que ainda não venceu. País de Gales e Irlanda vão lutar pelo segundo lugar.

No Grupo E, a Polónia consolidou o primeiro lugar, ao golear por 6-1 na Arménia, e ficou mais perto do apuramento.

Por sua vez, um golo de Matuidi no terceiro minuto do jogo com a Bulgária, em Sofia, confirmou um dos dois primeiros lugares para a França no Grupo A europeu de qualificação. Em caso de vitória amanhã, na recepção à Bielorrússia, a França vencerá o agrupamento, mas qualquer outro resultado poderá significar a perda do lugar para a Suécia, que goleou o Luxemburgo (8-0) e encerra a fase de apuramento com a Holanda, que ficou praticamente eliminada ao perder na Bielorrússia, por 3-1.

A Bélgica consolidou a sua condição de líder invicta do Grupo H com um triunfo em casa da Bósnia-Herzegovina (4-3), enquanto a Grécia bateu Chipre (2-1).

 

Argentina em apuros

O Chile bateu o Equador (2-1) e foi o grande vencedor da penúltima jornada de qualificação sul-americana para o Mundial2018, ao saltar para o terceiro lugar, enquanto a Argentina empatou 0-0 com o Peru e caiu para o sexto.

O Brasil (38 pontos) continua a ser a única selecção apurada, o Uruguai (28) está quase, o Chile (26) e a Colômbia (26) estão em lugares de apuramento directo e o Peru (25) de um ‘play-off’ com a Nova Zelândia. Pior, está a Argentina (25 pontos), que se encontra fora dos lugares de apuramento e arrisca-se a falhar a prova pela primeira vez desde 1970, enquanto o Paraguai (24) ainda está na corrida, da qual saiu o Equador (20).

Já a Costa Rica assegurou a quinta presença em Mundiais, ao empatar 1-1 na recepção às Honduras, juntando-se ao México nos apurados da América do Norte e Central. EUA, com 12 pontos, Panamá e Honduras, com 10, vão definir as posições finais na quarta-feira.

A Nigéria tornou-se na primeira selecção africana qualificada ao vencer a Zâmbia (1-0), um feito quase repetido pela Tunísia (ganhou 4-1 na Guiné Conacri), enquanto Cabo Verde comprometeu as aspirações ao perder com o Senegal (0-2).

 

JTM com Lusa