CHINA

A polícia de Shenzhen interrompeu um banquete de casamento para deter 140 alegados membros de uma tríade, alguns deles armados com barras de metal e facas, informou o “South China Morning Post”. A operação integrou-se numa campanha massiva contra o crime organizado que, ao longo deste ano, levou à detenção de 1.420 suspeitos de 130 grupos mafiosos do sul da China.

 

ÍNDIA

O Governo de Nova Deli suspendeu a limitação da circulação automóvel por causa da poluição, depois de um tribunal ter proibido as isenções previstas. A partir de hoje, e durante cinco dias, a circulação seria feita em dias alternados consoante as matrículas tivessem números ímpares ou pares, mas o Tribunal Verde Nacional indeferiu as excepções, salvaguardando as viaturas de emergência, que podem circular todos os dias.

 

COREIA DO SUL/EUA

A Coreia do Sul e os EUA estão a realizar manobras militares na península coreana com a presença de três porta-aviões nucleares norte-americanos. O exercício, que dura até quarta-feira no Mar do Japão, é o primeiro com estas características e visa fortalecer a estratégia de dissuasão, para tentar evitar novas “provocações” de Pyongyang no que toca ao teste de armas.

 

FILIPINAS

O presidente filipino disse que matou uma pessoa à punhalada quando era adolescente, num discurso incendiário para defender a sua guerra contra as drogas, à margem da cimeira da APEC. Num encontro com a comunidade filipina da cidade vietnamita de Danang, também ameaçou “esbofetear” Agnès Callamard, enviada especial da ONU sobre as execuções sumárias ou arbitrárias.

 

ESPANHA

A presidente da Câmara de Barcelona acusou o governo destituído de ter levado a região “ao desastre”, quando a maioria dos catalães “não queria” a declaração de independência. Ada Colau exigiu “explicações” aos dirigentes, mas também apelou à libertação dos que estão actualmente detidos. A ex-presidente do Parlamento saiu entretanto da prisão após pagar uma fiança de 150.000 euros.

 

REINO UNIDO

A saída do Reino Unido da União Europeia vai acontecer às 23:00 (horas locais) de 29 de Março de 2019, disse a Primeira-Ministra britânica, Theresa May. A data está incluída no projecto de lei sobre a saída do Reino Unido e que será debatido esta semana numa sessão no parlamento e que deve autorizar o “Brexit”.

 

LÍBANO/ARÁBIA SAUDITA

A rede de TV oficial da Arábia Saudita exibiu ontem imagens do Primeiro-Ministro do Líbano que renunciou há uma semana, Saad Hariri, no Aeroporto de Riade recebendo o rei Salman bin Abdul Aziz al Saud no regresso de uma viagem a Medina. Vários grupos políticos libaneses garantem que Hariri está detido na Arábia Saudita.

 

IRAQUE

O novo governador da província de Kirkuk, no norte do Iraque, Rakan Said, anunciou a descoberta de várias valas comuns com mais de 400 corpos no distrito de Al Hauiya, que foi libertado do controlo do Estado Islâmico em Outubro.