EUA

Oito pessoas morreram e outras duas ficaram feridas nm tiroteio ocorrido na noite de domingo numa casa nos subúrbios da cidade de Dallas, informou a Polícia local. Entre os mortos está o alegado agressor, abatido por um agente que chegou ao local após um telefonema anónimo, enquanto os feridos encontram-se no hospital.

 

MYANMAR

O chefe de gabinete da Conselheira de Estado de Myanmar Aung San Suu Kyi rejeitou ontem o cessar-fogo temporário oferecido pelos rebeldes rohingya para permitir a entrada de ajuda humanitária no estado birmanês de Rakhine. “Não temos como política negociar com terroristas”, escreveu Zaw Htay, referindo-se ao Exército de Salvação do Estado Rohingya (ARSA), na rede social de mensagens curtas Twitter.

 

COLÔMBIA

O Papa Francisco perdeu o equilíbrio enquanto andava no papamóvel no meio de uma multidão em Cartagena, no domingo, ferindo o lado esquerdo do rosto e a pálpebra, mas não com gravidade. O Vaticano informou que ele recebeu tratamento com gelo e estava bem para continuar em sua viagem.

 

VENEZUELA

O Estado venezuelano deixou a partir do fim de semana de assinar contratos públicos em dólares obrigando as empresas a escolherem outras moedas, como o yuan, o euro, o rublo e a rupia. O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Venezuela, Tareck El Aissami, um dia após o presidente Nicolás Maduro anunciar a implementação de “um novo sistema de pagamento internacional” alternativo ao dólar como resposta às sanções econômicas impostas pelos EUA.

 

FRANÇA

O presidente de uma associação judaica, a mulher e o filho foram sequestrados, agredidos e mantidos reféns na sua residência, perto de Paris, um ataque condenado por instituições judaicas e o ministro francês do Interior. “Segundo os primeiros elementos, o motivo deste acto cobarde parece ter relação directa com a religião das vítimas”, denunciou o ministro Gérard Collomb.

 

ITÁLIA

Pelo menos seis pessoas, quatro delas integrantes da mesma família, morreram nas tempestades violentas que afectaram a Itália no domingo, especialmente a cidade de Livorno na Toscana, região norte do país. Quatro pessoas foram encontradas mortas em casa inundada em Livorno, onde em quatro horas caíram 40 centímetros de chuva, transformando as ruas em rios e arrastando veículos. As vítimas são um avô, os pais e uma criança.

 

EGIPTO

Dez alegados militantes islamitas morreram no domingo numa operação das forças de segurança egípcias perto do Cairo, informaram fontes oficiais. De acordo com as fontes, os mortos seriam integrantes do grupo jihadista Província do Sinai, que jurou lealdade ao grupo Estado Islâmico (EI) em 2014.

 

SÍRIA

34 civis morreram em bombardeamentos aéreos perto de Deir Ezzor na Síria, onde o exército luta contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), anunciou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), que atribuiu o ataque à Rússia, aliada do regime. As bombas atingiram um barco que liga as duas margens do Eufrates, na localidade de Al Bulil, ao sudeste da cidade de Deir Ezzor.