VENEZUELA

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse no fim de semana que está disposto a se tornar um ditador para combater a inflação, garantir a manutenção dos preços à população e chegar à “paz econômica” no país.  “Chova, troveje ou relampeje, vamos obter a paz económica, a prosperidade e a estabilidade dos preços. Quero fazer isso numa boa, mas se tiver que ser numa má, e tiver que me tornar um ditador para garantir os preços ao povo, eu vou fazê-lo”, afirmou na rede nacional de rádio e televisão.

 

MONGÓLIA

O Parlamento da Mongólia votou a destituição do Primeiro Ministro Jargaltulgiin Erdenebat caindo automaticamente o seu Governo sob acusação de corrupção pela concessão a oito empresas de exploração mineira. O partido maioritário, que votou com os Democratas na oposição, tem agora 45 dias para nomear novo Primeiro-Ministro.

 

BIRMÂNIA

A ONU estima que mais de um milhar de pessoas, maioritariamente da minoria muçulmana rohingya, podem ter morrido devido à violência no estado de Rakhine, na Birmânia. Esta é uma estimativa duas vezes superior à divulgada pelo Governo birmanês.

 

COREIA DO NORTE

O You Tube encerrou o canal de propaganda de Pyongyang no seu site, por “violar as regras da comunidade do You Tube”, revelou a France Press. Era o último canal de propaganda do regime norte-coreano no You Tube. Anteriormente já outros canais semelhantes tinham sido encerrados.

 

EGIPTO

Um tribunal do Egipto condenou à morte 11 pessoas acusadas de formar um grupo para planear assassinatos e participar em concentrações armadas. As sentenças foram enviadas ao “mufti” do Egipto para que dê o seu parecer – não vinculativo -, antes que no próximo dia 22 de Outubro o juiz anuncie o veredicto final.

 

MÉXICO

Pelo menos 90 mortos, mais de 250 feridos e 159 municípios em estado de emergência é o saldo preliminar do terramoto que na noite da última quinta-feira atingiu o México e uma parte da América Central, o de maior magnitude sofrido por este país desde 1932.

 

CHINA

Um estudante morreu e outros 31 foram hospitalizados na província chinesa de Shaanxi devido a uma intoxicação alimentar, após a ingestão de massa em alegado mau estado, segundo a agência estatal Xinhua.

 

MALÁSIA

As autoridades da Malásia ordenaram o bloqueio de downloads de um videojogo que, segundo denunciam, ameaça a harmonia religiosa e racial do país, informou no sábado a imprensa local. “Fight of Gods” simula um cenário onde Jesus, Buda e outros deuses mitológicos lutam entre sim.

 

NIGÉRIA

A Organização das Nações Unidas emitiu um alerta no fim de semana anunciando que um surto de cólera na Nigéria já matou 23 pessoas e que há mais de 500 casos suspeitos no país. A doença está a atingir especialmente as pessoas que vivem em acampamentos após fugirem da violência do grupo extremista Boko Haram e que moram no leste do país.