CHINA

Um incêndio numa habitação de dois andares no leste da China matou pelo menos 22 pessoas e deixou três feridas na cidade de Changshu, na província de Jiangsu. Segundo as autoridades, o incêndio deflagrou durante a madrugada, desconhecendo-se ainda as suas causas.

 

CHINA/JAPÃO

Dois navios da Guarda Costeira chinesa penetraram as águas territoriais do oeste do Japão, na primeira incursão deste tipo. As embarcações navegaram durante poucas horas em águas japonesas próximas da ilha de Tsushima e Okinoshima, levando a Guarda Costeira nipónica a pedir às embarcações que abandonassem as suas águas.

 

SINGAPURA

Cerca de 400 manifestantes reuniram-se em Singapura pedindo um inquérito independente sobre se o Primeiro-Ministro Lee Hsien Loong abusou do poder numa batalha com os seus irmãos sobre o que fazer com a casa do pai, Lee Kuan Yew. Em causa está uma eventual demolição da casa ou classificação como património nacional.

 

FILIPINAS

Três presos morreram e um ficou ferido durante uma fuga pela madrugada de pelo menos 14 prisioneiros de uma prisão no sul da Filipinas. As vítimas faleceram após disparos dos agentes que os perseguiam, informou o jornal “Inquirer”, não adiantando pormenores sobre o estado do ferido.

 

ÍNDIA

Dezasseis peregrinos hindus morreram ontem depois de um autocarro ter caído num vale com 45 metros de profundidade no lado indiano de Caxemira, quando se dirigia para um santuário nos Himalaias. Segundo a declaração oficial da polícia, o acidente provocou 27 feridos, 19 dos quais estão em estado crítico.

 

EUA/FRANÇA

Donald Trump “irá tentar encontrar uma solução nos próximos meses” para um eventual retorno dos EUA ao Acordo de Paris sobre o clima, garante Emmanuel Macron. “Trump ouviu-me, compreendeu o sentido do que eu disse, especialmente o vínculo entre a mudança climática e o terrorismo”, disse o Presidente francês.

 

EUA/IRÃO

Um cidadão americano, acusado de “infiltração”, foi condenado a dez anos de prisão, anunciou a justiça iraniana, sem revelar a sua identidade. O americano “vai recorrer da condenação”, afirmou o porta-voz, ressalvando que novos detalhes serão informados “assim que a pena for confirmada”.

 

TURQUIA

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ameaçou “cortar a cabeça” dos responsáveis pela tentativa de golpe de Estado ocorrido há um ano na Turquia. Erdogan disse ainda que os supostos golpistas que estão deveriam usar um uniforme único, “como em Guantánamo”, referindo-se à famosa prisão.

 

VENEZUELA

Os venezuelanos começaram ontem a votar no referendo simbólico contra o projecto de Assembleia Constituinte, do Presidente Nicolás Maduro. O plebiscito tem lugar após três meses de contínuos protestos violentos contra o Governo de Nicolás Maduro, durante os quais pelo menos 93 pessoas morreram.